sábado, 7 de junho de 2014

Obra do Bonde de Santa Teresa Mostrando os Abusos dos Donos da Rua Joaquim Murtinho

                              Santa Teresa - Rio de Janeiro - RJ


Eu moro em Santa Teresa, bairro turistico, onde circulava o famoso bondinho, até que um acidente com vitimas fatais o fez parar, desde então uma batalha se iniciou entre os moradores do bairro e o governo, todos queriam o bondinho de volta, já, imediatamente, o mais rapido possivel, o que eu mais ouvia era, queremos o bondinho de volta, cade o bonde, vamos trazer o bonde de volta, e assim atendendo os moradores de Santa Teresa, o governo decidiu trazer o bonde de volta, queriam colocar um bonde fechado, queriam colocar um bonde só para turistas, mas os moradores do bairro disseram, não, queremos o bonde aberto, queremos o bonde do jeitinho que era, queremos obras, queremos melhorias nos trilhos, queremos e queremos já, e assim foi, começaram as obras do bonde !



Ficou decidido que os trilhos deveriam ser trocados, os primeiros a serem trocados foram os do arcos da Lapa, tudo bem, os proximos a serem trocados foram os da rua de acesso do bonde ao bairro, a rua Joaquim Murtinho, e é ai que o inferno começa !

Vamos lá agora, portugues bem claro, não me importa a volta do bonde, não me importa o governo, não me importa os moradores do bairro de Santa Teresa, e não me importa os trabalhadores da obra, esse post não é um post imparcial, é uma denuncia, é um flagrante, normalmente eu não estaria nem ai para isso, mas as coisas que eu vi, os abusos que eu presenciei, a covardia clara que os moradores do bairro, mais especificamente os moradores da rua Joaquim Murtinho vem fazendo com os funcionarios do apoio ao transito estavam passando do limite, e eu vi tanta coisa acontecer que me deu vontade de flagrar e mostrar os absurdos cometido, não tinha como ver e ficar calado !

                                                               O começo 

Desde que eu moro nesse bairro eu tenho sido uma pessoa completamente anti social, não faço amizades, não me misturo, não procuro conhecer os vizinhos, não converso com ninguem, apenas sigo vivendo a minha vida, eu trabalho a anos com a internet, eu trabalho dentro de casa, sou blogueiro, sou vlogueiro, então não tenho necessidades de sair de casa, uns dos raros momentos que me faz sair de casa é quando vou passear com os cachorros, e nesses meus passeios eu sempre costumo passar pelo Largo do Curvelo, que é onde acaba a rua que esta em obra, a Joaquim Murtinho !

                                           Rua Joaquim Murtinho

A rua Joaquim Murtinho é a rua de acesso do bonde ao bairro de Santa Teresa e dos onibus que circulam pelo bairro, e pode-se dizer que ela é a principal, é uma rua bem estreita e apesar disso ela é mão dupla, com o inicio das obras, o transito do bairro sofreu varias alterações, a minha rua que é a Hermenegildo de Barros, a rua Monte Alegre, e a propria Joaquim Murtinho tornaram-se mão unica, e o intinerario dos onibus de acesso ao bairro mudaram, como a rua Joaquim Murtinho seria quebrada para a troca dos trilhos, os onibus pararam de circular por ela !

Foi decidido que a troca dos trilhos da rua seriam feitos da seguinte maneira, trocaria-se um lado primeiro deixando a rua transitavel pelo outro lado, e apos a troca de um lado, trocaria-se o outro, eu não entendo sobre as normas de uma obra em ruas transitaveis, mas eu acredito que o melhor a ter sido feito, seria, fechar a rua toda, não permitir o trafego de veiculos, e ja ir trocando os dois trilhos de uma vez logo, com certeza, teria sido muito mais rapido, essa é apenas a minha opinião !

                                     Reclamações dos moradores

A primeira reclamação dos moradores foi o fato do onibus parar de circular pela rua durante as obras, o que é uma puta falta de noção, depois foi o fato da rua ter se tornado mão unica, o que também é uma puta falta de noção, depois foi a sujeira, depois foi o barulho, o que também é uma puta falta de noção, onde ja se viu obra sem sujeira e sem barulho, depois veio uma das poucas reclamações aceitaveis, sobre o prazo do termino da obra, foi dado o prazo de 4 meses para o fim da obra na rua, ja estamos indo para o dobro do tempo e a rua ainda não esta nem na metade, realmente esta muito atrasada, outra reclamação aceitavel, foi a violencia que veio junto com a obra, a rua Joaquim Murtinho se tornou uma area de caça para ladrões que misteriosamente começaram a realizar assaltos em massa na rua, e as suas presas eram todos que passavam na rua, foi um tempo infernal todos tinham medo de andar pela obra, nem os trabalhadores escapavam, mas misteriosamente assim como começou de repente do nada, aquela massificação de assaltos parou, também misteriosamente do nada, a impressão que da é que teria sido ordenado por algo ou alguém, e então começaram as reclamações contra os trabalhadores, tanto quanto os da obra, quanto os do apoio ao transito, que estariam assediando mulheres, que estariam usando drogas, que estariam bebendo em horario de serviço, que não tinha ninguem trabalhando, que estariam dando festinhas, que estariam acolhendo mendigos, que estariam sendo grossos com os moradores, e bla, bla, bla ...

A mais engraçada e tragica de todas as reclamações vem ser o fato dos operadores de transito estarem permitindo que carros descessem pelo sentido contrario da mão da rua, é engraçado porque os moradores da rua e a AMAST associação de moradores do bairro, estavam sempre reclamando, e ainda estão sobre isso na internet, e para as equipes de reportagem, que de vez em quando aparecem por aqui, mas o que eu cansei de ver acontecer foi os moradores do bairro forçando a passagem na marra, achando que tinham todo o direito de infringir o novo sentindo temporario da rua só pelo simples fato de serem moradores, como se ser moradores fosse o mesmo que ser donos, proprietarios da rua, como se eles fossem imunes as leis por causa disso, ja cansei de ouvir, eu posso porque eu sou morador, e o tragico disso, é que duas empresas responsaveis pelo controle do transito na obra ja perderam o contrato por causa dessas reclamações, o que acarretou dezenas de demissões, dezenas de trabalhadores demitidos, desempregados graças as denuncias constantes dos moradores da rua e da AMAST, parabéns donos da rua !

                                                        O que eu vi

Passeando com os cachorros eu comecei a parar no Largo do Curvelo, sentar na calçada, conversar com os funcionarios do apoio ao transito e observar o que estava acontecendo, e nas maiorias das vezes eu via os apoiadores deixando os carros descerem, o que me fez perguntar o porque daquilo, pois tinha uma placa bem grande em frente a rua com o desenho de sentido proibido, aquela seta reta dentro de um circulo, com uma linha riscando o circulo no meio, e ainda estava escrito sentido proibido, a resposta que me foi dada é que quando os carros eram impedidos de descer, muitas vezes a situação acabava em hostilidade por parte dos moradores da rua, e realmente isso estava acontecendo, quantas vezes eu vi carros sendo impedidos de descer, ou tentativa de fazer valer o sentido temporario da rua acabarem com um vai tomar no cu, vai se fuder, eu sou morador, eu posso, quem é você, mão unica é o caralho, essa porra é mão dupla, quem sabe sou eu, e coisas muito piores !

Esses abusos eram frequentes, quase diarios, e eu observei muitos deles acontecerem, e isso ja acontecia a meses, até que no dia 5 de Junho de 2014, eu decidi que iria para o Largo do Curvelo com a minha camera e ficaria lá sentado, parado esperando a tarde toda se necessario, pois eu estava disposto a flagrar e gravar uma das varias situações de abusos que eu ja havia presenciado, e foi ai que essa senhora apareceu ...

                                             O flagrante de abuso









Estava la, eu sentado com o meu cachorro, decidido a filmar, a flagrar, a mostrar o outro lado, a mostrar a verdade, a revelar os abusos dos moradores que se acham donos da rua, que maltratam, que xingam, que humilham, que ameaçam pessoas simples, humildes, que só estão fazendo o seu trabalho, cumprindo ordens de sua empresa, apenas observando, nessa tarde eu vi a garota do apoio abordar e avisar varios motoristas, que a rua era contra mão, vi varios motoristas fazerem cara feia, tentarem convence-la a deixarem eles passarem, darem meia volta e irem embora, até que um casal em um gol vermelho chegou, por volta de 16:40, foram impedidos de passar pelos cones que estavam no meio do caminho, foram abordados e avisados pela funcionaria sobre o fato de que a rua era contra mão, " o que no caso era desnecessario, pois no local existe uma placa enorme sinalizando e mostrando isso ", no carro estavam o marido, um senhor simpatico calmo, e do lado sua esposa, uma mulher completamente grossa e alterada, no começo, eles fizeram como os motoristas anteriores e tentaram argumentar, com aquele mesmo papinho de que eu sou morador, " o que também era desnecessario pois desde o inicio da obra a meses atras, todos os moradores da rua, ja sabiam que a rua tinha se transformado em contra mão, então essa desculpa para burlar as regras de transito, de porque eu sou morador é ridicula, pois ser morador não torna ninguem imune as leis de transito ", o homem sempre calmo, e a mulher sempre dona da razão e falando em tom alto, e eu sentado na calçada, apenas observando, e a funcionaria dizendo que eram ordens, que ela não poderia permitir, que eles não poderiam descer, até que de repente, de dentro do carro, a mulher disse que iria resolver aquilo ali agora, e abriu a porta do carro, e foi nesse momento que eu percebi que o momento que eu tanto aguardava naquela tarde havia chegado, era o momento de registrar um dos flagrantes de abusos constantes que os moradores da rua Joaquim Murtinho estavam tão habituados a fazer frequentemente contra os funcionarios do apoio ao transito, assim que a mulher disse que iria resolver aquilo, ali e agora, e abriu a porta, eu peguei minha camera e comecei a gravar ...





A frase exata dela foi " vai tomar no cu que eu vou fazer o que eu quero " pra que essa violencia verbal contra uma garota que gentilmente apenas falou que a rua atualmente é contra mão ?



Após ter flagrado esse ato de violencia gratuita, eu gravei uma explicação do porque aquilo tinha acontecido, e estava pronto para me retirar e ir para casa postar o video na internet, quando eu escutei a mulher gritando la embaixo, vai tomar no cu, direto, sequencialmente, varias vezes sem parar, escutando aquilo, peguei novamente a camera, me levantei, me dirigi a entrada da descida da rua Joaquim Murtinho, liguei novamente a camera e comecei a gravar desde o exato momento em que eu comecei a descer a rua, até alcançar a mulher mandando todo mundo na rua tomar no olho do cu ...






La embaixo ela foi abordada por outro funcionario do apoio ao transito, e começou a praticar abusos e agressões verbais gratuitamente mais uma vez !

Terminado de gravar o flagrante de abuso, eu fui embora, fui para casa postar os videos na internet, um dos primeiros lugares onde eu postei os videos, foi na pagina da associação de moradores do bairro a  AMAST - Associação de Moradores e Amigos de Santa Teresa , muito tempo depois de postado nas mensagens da pagina, foi que a AMAST compartilhou os meus videos de denuncia, e foi nessa hora logo após o compartilhamento da AMAST, que eu tive uma desagradavel surpresa, uma coisa absurda, que eu nunca imaginei que iria acontecer, muitos outros moradores da rua Joaquim Murtinho, começaram a defender a atitude da senhora agressora do video, começaram a me acusar de te-la provocado para que ela tivesse tal atitude, e começaram a pressionar a AMAST, para que a pagina removesse o video:





Minutos depois, para minha surpresa, a AMAST removeu o video e postou essa mensagem em seguida para poder justificar a remoção:


https://www.facebook.com/amast.santateresa/posts/758199897565586?comment_id=758253997560176&offset=0&total_comments=88&notif_t=feed_comment_reply

                                      Testemunha do ocorrido



Vendo o grande absurdo cometido por outros moradores da rua Joaquim Murtinho e pela AMAST, que estão tentando distorcer a realidade do fato cometido, que estão apoiando o abuso e a agressão realizado pela moradora, e ainda estão tentando me culpar, a mim e aos trabalhadores pelo ocorrido, uma testemunha que estava presente na hora do acontecimento gravado no video, resolveu se pronunciar no Facebook !



Obrigado, você sim tem carater !
      
                      O grande absurdo

Varios moradores da rua Joaquim Murtinho aplaudiram, e deram razão a senhora do video, disseram que ela estava com a razão por ter um filho doente em casa e estar estressada, " ter parentes doentes em casa e estar estressado com a situação que vive, é uma desculpa muito comum utilizada por assaltantes que são presos ", varios moradores da rua Joaquim Murtinho me acusam de ser contratado da obra, de ter sido o responsavel pela atitude da senhora do video, alegando que ela só teve aquela atitude porque eu a provoquei, varios moradores da rua Joaquim Murtinho alegam que eu omiti fatos e adulterei o video, varios moradores da rua Joaquim Murtinho, me acusam de ter xingado a mulher primeiro, bla, bla, bla ...

Bom, ter pessoas doentes em casa e estar estressado não da o direito a ninguém de cometer crimes, pois sim agressão verbal é crime sim, " está no artigo 140 do Código Penal Brasileiro, no capítulo de "Crimes contra a Honra", art. 140 - injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, pena - detenção, de um a seis meses, ou multa ", não da o direito a ofender ninguém, o fato da obra esta atrasada não é culpa dos trabalhadores, os funcionarios são apenas pessoas contratadas e são pagas para seguirem ordem das empresas que as contratou e pagam os seus salarios, e eles podem serem demitidos por desacatar ordens, não fui eu quem xingou a senhora do video e nenhum dos trabalhadores, foi um motoqueiro que passava por acaso no momento da confusão, eu não provoquei ninguém, apenas me pronunciei quando o marido da mulher negou que a operadora tinha sido xingada, porque eu achei muita covardia do marido não assumir a atitude da esposa, e muita cara de pau de negar o ocorrido, e eu não tenho sangue de barata para ver injustiças serem cometidas e ficar quieto, e não, eu não omiti fatos, e não adulterei video nenhum !

Só é uma pena eu não poder postar aqui todos os comentarios absurdos e sem noção dos moradores da rua Joaquim Murtinho, pois muitos comentarios foram excluidos pela exclusão dos posts dos videos denuncias postados na pagina da AMAST, e não caberia todos os prints dos comentarios aqui por pura falta de espaço !

                                                          Outras acusações

Um rapaz postou um comentario no Facebook afirmando que o carro do video que é do marido da senhora agressora, esta irregular, e que não poderia estar transitando pelas ruas do Rio de Janeiro !



Também me acusaram de ser amigo dos apoiadores do transito, pois bem, eu não sou amigo deles, eu sou apenas uma pessoa que passou a ter contato com eles, pelo simples fato deles serem as unicas pessoas na rua no horario da madrugada, quando eu saio para passear com os cachorros, converso com eles sim, posso dizer que eles são atualmente meus conhecidos, e isso não me impede, e nem me desqualifica de fazer o que eu fiz, que foi simplesmente expor a realidade !

Me acusaram de participar de festinhas, de beber, e de me drogar com os funcionarios do apoio ao transito, não frequento festinhas, não uso drogas, e não bebo, e adoraria que provassem essa acusação que fizeram contra mim !


                                                     Video completo

Bom foram 2 video gravados, e eu ainda fiz uma introdução explicando os fatos, chegando em casa juntei os 3 videos, e o video final ficou assim:

Flagra de Moradora de Rua em Obra Cometendo Abuso na Contra Mão e Xingando Trabalhadores 

 





                                                         Minhas palavras

Os moradores da rua Joaquim Murtinho alegam que essa atitude do video é aceitavel devido ao atraso da obra, primeiramente, os funcionarios não tem culpa disso, a culpa esta nas empresas, estão com ódio, estão com raiva, façam o correto, entrem na justiça e processem os verdadeiros culpados, essa é a atitude correta, segundo, os funcionarios não são cachorros, não são escravos, não são inferiores, não são sacos de pancada, não estão ali para aliviar estresse de ninguém, eles devem ser respeitados, quanto as acusações realizadas contra eles, elas devem ser provadas, façam como eu fiz, gravem, postem na internet, mandem para um orgão fiscalizador, ai sim, suas denuncias poderão ser levadas a serio, e para finalizar, aonde estavam esses mesmos moradores tão bem preocupados com essa obra, com o bem estar da rua, do bairro, dos moradores, uns tempos desses atras, quando as 3 horas da manhã, um motoqueiro caiu da moto em cima dos trilhos na altura do numero 768 da Joaquim Murtinho, teve fratura exposta na perna, e ficou por mais de meia hora gritando desesperadamente, pedindo ajuda, socorro, dizendo que não queria morrer, clamando por Deus, chamando alguém, qualquer um para ajudá-lo ?

Resposta: Foi socorrido por um casal de estrangeiros, pelo motorista da van contratada pela obra, pelo vigia da obra e por 2 apoiadores do transito, porque morador da rua algum nessas horas, teve a coragem, teve a humanidade de sair de suas casas quentes, seguras e confortaveis, para ver o que estava acontecendo, para ajudar um ser humano !

Se fosse uma briga, uma discussão, um motivo para fazer mais denuncia contra os trabalhadores da obra, com certeza, todos teriam aparecido em suas janelas, e postado no Facebook !

                         Pirracinha de criança mimada

Desde o acontecimento da gravação do video do flagrante de abuso da moradora, a AMAST e varios outros moradores da rua Joaquim Murtinho estão desesperadamente tentando justificar a agressão da senhora, e tentando por a culpa na empresa responsavel pela obra, postando pateticamente fotos de caminhões, tratores e carros da empresa que esta administrando a obra, descendo pela contra mão, com a seguinte frase, " porque os carros e os caminhões da obra podem e os carros dos moradores não ", sinceramente, que atitude patetica, ridicula e imbecil, atitude essa que não merece nada além de risos da tamanha imbecilidade dessa comparação sem noção !




domingo, 6 de abril de 2014

Mulheres, se o cara ja disse que só quer te comer, mas você não tem a intenção de dar para ele, então porra, deixe o cara em paz, caralho ...









Bom, eu sempre fui um cara sincero, e sempre deixei bem claro as minhas opiniões, como eu sou, o que eu gosto, o que eu quero, e eu sempre deixei claro que eu não quero amizades com mulheres, que o meu único interesse com mulheres é sexual, brother, portugues bem claro, a minha vida inteira eu sofri pra caralho na mão de mulheres, as mulheres ja me infernizaram pra caralho nessa vida, então eu me mantenho o mais longe delas possivel, mas infelizmente a coisa mais gostosa do mundo é fuder com mulheres, e disso eu não quero me afastar, mas eu sempre deixo bem claro que é só isso que eu quero com mulheres, sexo, e nada mais, e que se a mulher não quiser me dar, que pelo amor de Deus, me deixe em paz, eu não procuro, eu não persigo, não perturbo, não puxo papo com mulher nenhuma, elas é que vem até mim, e quando puxam papo comigo, eu ja mando a real de que quero come-las, elas normalmente se tocam, viram as costas, seguem o caminho delas e me deixam em paz, mas teve uma no Facebook que não se tocou, e para piorar, ainda fez a maior grosseria comigo ao invés de me deixar em paz, então ja que ela foi sincera comigo e adora sinceridade, eu também a respondi sinceramente, essa é a nossa conversa:

Egoismo puro o dessa garota, vir atrás de mim, ficar puxando conversa comigo e ter a cara de pau de dizer que o meu tipo de papo era chato, e achar que eu era obrigado a aceitar o papo chato dela !



MULHERES APRENDAM UMA COISA, O ÚNICO HOMEM QUE É OBRIGADO A ATURAR A SUA CHATICE É AQUELE HOMEM QUE TE COME, QUE VOCÊ FAZ GOZAR, QUER ENCHER O SACO, VAI PROCURAR O TEU MACHO CARALHO !